Como utilizamos (mal) o nosso tempo

Nesta semana eu estava pensando sobre a excelente palestra do André Faria, intitulada Profissionalismo para Desenvolvedores de Software. Sugiro você ver os slides, vale a pena!

Na palestra ele demonstra uma continha básica de quanto tempo temos por semana e como este tempo vai sendo consumido. O objetivo é demonstrar que, na verdade, temos bastante tempo para investir em nosso desenvolvimento profissional.

Vou colocar aqui um resumo da demonstração feita:

  • Uma semana tem 168 hrs
  • Você dedica 40 hrs ao trabalho (restam 128 hrs)
  • E dorme durante 56 hrs (restam 72 hrs)

Ou seja, sobram 72 horas para fazermos todas as outras coisas na nossa vida: estudo, diversão, exercício, espiritualidade, etc. Bastante tempo, não? Se formos beeem chatos e detalhistas, podemos falar: “Ah, mas e o tempo das refeições?!” OK, separemos, digamos, mais 1h para cada uma das 3 refeições que fazemos:

  • E você está se alimentando durante 21 hrs (restam 51 hrs)

Perceba, são 51 horas por semana… Para você fazer o que quiser!

O problema é que todo este tempo vai sendo jogado fora em função da nossa desorganização e falta de foco e prioridades. Pior ainda, em função da nossa falta de criatividade para usar melhor o tempo! Quando começamos a computar as “pequenas” perdas de tempo, estas 51 hrs acabam rapidamente…

  • Quanto tempo perdemos no trânsito?
  • Quanto tempo perdemos pagando contas?
  • Quanto tempo perdemos no mercado?
  • Quanto tempo perdemos resolvendo “imprevistos”?

Será que não podemos alterar nosso horário de trabalho para não pegar trânsito? Ou se não temos como fugir do trânsito, porque não usar este tempo para ouvir audiobooks ou podcasts? Será que não podemos deixar nossas contas em débito automático? E fazer mercado fora dos dias e horários de pico? Quantos dos “imprevistos” pelos quais passamos na verdade não foram causados por desleixo nosso?

Será que não vale a pena investirmos (inclusive financeiramente) em algo para ter mais tempo? Eu pessoalmente investi num transporte escolar para meu filho. Reduzi drasticamente o tempo de trânsito e stress. Porém, deixei de ter o prazer de deixá-lo na sala e dar o beijo de tchau… são trocas; escolhas que temos de fazer.

A palestra do André sugere que você invista 20 hrs na sua carreira. Pense bem, será que é realmente tão difícil assim? E se no seu caso for, será que realmente deveria ser tão difícil assim?

 

Anúncios

2 comentários sobre “Como utilizamos (mal) o nosso tempo

  1. Eu concordo que, se nos organizarmos, temos tempo bastante para nossas atividades particulares (seja aprender, seja empreender, seja ajudar a comunidade).

    Uma das coisas que faz uma diferença brutal em relação a viver aqui (em Barcelona, mas se aplica a toda a “Europa desenvolvida”) é a possibilidade de utilizar o transporte público com segurança. Por exemplo: meu trajeto para o trabalho dura 50 minutos. Destes, passo aproximadamente 30 num único transporte, o trem urbano (o resto é caminhando, metrô o ônibus). Nesses 30 minutos eu tenho toda a liberdade e segurança pra abrir minha mochila, pegar meu notebook e começar a trabalhar. Ou então ler um livro (de papel ou no leitor de “livros eletrônicos”)…

    Outra coisa que difere bastante daqui pra vida em Salvador (ou, talvez, nas grandes capitais brasileiras) é que existem poucos “supermercados”, mas existem muitos “minimercados” espalhados pelos bairros. Num raio de menos de 600 metros eu tenho 5 redes diferentes de minimercados. Faço compras semanais, mas minhas compras não duram muito, pois os mercados são pequenos e compro poucas coisas de cada vez (sem contar que praticamente não gasto tempo me deslocando até o mercado).

    Por outro lado, não tenho aqui nem empregada doméstica, nem faxineira, nem alguém que lave e passe as roupas. Muito menos cozinheira… Todas essas atividades são feitas por nós mesmos… Mas até nessas atividades aprendemos a “otimizar” o tempo.

    Pensar logicamente e planejar suas atividades pode levar a uma economia significativa de tempo… Exemplo simples: antes de sair para o trabalho eu tenho que preparar minha “marmita” pro almoço, preparar meu café da manhã e tomar meu café da manhã. Colocar o leite e o pão pra esquentar (em paralelo, um no forno de micro-ondas e outro na torradeira) me deixa livre pra preparar minha marmita (que já está feita e congelada, mas tenho que separar prato, talheres, guardanapos, etc. colocar tudo na mochila) em cerca de 2 minutos.

    Alguns de nós, “informáticos” (como dizem aqui na Espanha), já fazemos um diagrama de Gantt de cabeça, verificamos os caminhos críticos e a precedência das atividades, e agimos conforme achamos que seja mais eficiente… Mas minha esposa (atriz com aversão a tecnologia) acha que sou louco! Hehehe!

    Curtir

    1. Cara, FANTÁSTICO o seu comentário! Que inveja que bateu aqui… 🙂

      Técnicas como Pomodoro e Programação por Par, por exemplo, não nos fazem ser mais rápidos. Elas nos permitem utilizar melhor o nosso tempo, minimizando os desperdícios que cometemos pela nossa pré-disposição a procrastinar ou de se envolver com várias outras atividades simultaneamente. Com isso, ganhamos muito tempo e produzimos muito mais!

      Uma coisa interessante no dia-a-dia é como apenas alguns poucos minutos a mais podem trazer grandes ganhos. Aqui em casa, só o fato de separarmos a roupa do colégio de Léo na noite anterior e chamar o elevador enquanto ele está escovando os dentes pela manhã, faz com que não tenhamos que descer correndo para pegar o transporte, e ficamos (inclusive ele) muito menos stressados.

      É… mas Karine também me acha louco por estas coisas, principalmente pelo lance do “chamar o elevador com antecedência”… 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s