Estimativas Ágeis com Planning Poker

Mês passado pude palestrar no Encontro LinguÁgil + JavaBahia promovido pela Faculdade IBES aqui em Salvador. O encontro foi excelente, contou com palestras interessantes e a discussão que rolou na dinâmica de Fish Bowl ao final foi sensacional!

Continuar lendo “Estimativas Ágeis com Planning Poker”

Livros que li (ou reli) em 2011

Assim como dizem que um relógio ou sapato fala muito sobre a pessoa que o utiliza, considero que os livros que uma pessoa lê falam muito sobre ela (ou sobre o período de vida dela). Sendo assim, resolvi aqui compartilhar os livros que li (e reli) em 2011.

Sobre a releitura, não me recordo quem falou que um livro precisa ser lido pelo menos 3 vezes, em momentos distintos, para ser melhor aproveitado pelo leitor. Concordo plenamente, pois a cada vez que leio o livro, tenho uma visão diferente ou complementar sobre o que leio. Se você nunca releu um livro, sugiro experimentar.

Continuar lendo “Livros que li (ou reli) em 2011”

Por que um curso de Cultura Ágil?

Após alguns anos atuando com Agilidade, temos percebido que os problemas e dificuldades na adoção de métodos ágeis nas empresas são bastante recorrentes:

  • Não entender ou acreditar no ágil
  • Não estar disposto a fazer o investimento necessário
  • Não conseguir criar o hábito das práticas
  • Desistir nos primeiros estágios e dificuldades
  • Etc…

Continuar lendo “Por que um curso de Cultura Ágil?”

Um caso de vandalismo contra a comunidade de desenvolvedores baianos

Esclarecimentos: como todos os meus posts recentes, este é mais um recheado de emoção, especificamente raiva e indignação. Provavelmente este post não é para você, e já peço desculpas pelas fortes palavras. Mas se você é a pessoa citada abaixo, considere-se enviada À M****!

Continuar lendo “Um caso de vandalismo contra a comunidade de desenvolvedores baianos”

Por que abri mão de um cargo de chefia em uma empresa pública

Após quase 3 anos atuando como Chefe em uma empresa pública brasileira, decidi entregar o cargo e voltar as minhas origens de desenvolvedor. Foi uma decisão difícil em vários aspectos, que gerou consequências boas e ruins, além de algumas surpresas (não necessariamente positivas). Quero compartilhar aqui o que me levou a tomar esta decisão, como foi o processo, suas implicações e o que eu espero para o futuro.

Continuar lendo “Por que abri mão de um cargo de chefia em uma empresa pública”